Ela decide levar seu irmão cego e autista para a festa de fim de ano: ele não tinha com quem ir - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Ela decide levar seu irmão cego e autista…
A mãe leva o filho de um ano com ela para a entrevista de emprego e o veste com paletó e gravata borboleta Esta menina de 5 anos chamou uma ambulância para salvar seu pai, mantendo uma calma invejável

Ela decide levar seu irmão cego e autista para a festa de fim de ano: ele não tinha com quem ir

17 Julho 2021 • Por Roberta Freitas
893
Advertisement

As festas de fim de ano ou, como nos ensina a tradição americana, os "bailes de fim de ano", são cerimônias simbólicas nas quais os estudantes se divertem depois de finalmente concluírem um longo curso de estudos. Quando se trata do chamado "baile de formatura", todo aluno espera ser convidado para o baile, mas como todos sabemos, nem todos têm essa sorte. Mesmo assim, esse evento deve ser acessível e divertido para todos, não acha? Por isso Brianna Colon convidou seu irmão gêmeo, Carlos Colon, para o baile: o jovem é cego de nascença e tem autismo, mas isso não significa que não goste de se divertir! Carlos não tinha ninguém para acompanhá-lo ao baile, então sua irmã, Brianna, disse que seria o seu par. No final da noite todos ficaram maravilhados e Carlos dançou, se divertindo como nunca: uma verdadeira onda de positividade!

Brianna e Carlos são muito próximos, em parte porque são gêmeos, em parte porque é natural ter um relacionamento próximo com seu irmão ou irmã. Os dois nasceram prematuros e, como lembra a mãe Jomay Colon, ambos estavam doentes e pesavam muito pouco: é um milagre que ambos estejam vivos e bem. Enquanto Brianna se recuperava e ficava forte, Carlos sofria grandes danos: logo após o nascimento ficou cego e teve hemorragia interna, localizada no cérebro. Podemos facilmente imaginar, portanto, como sua vida passou por uma mudança traumática e dolorosa desde o início. Tudo isso, porém, não o impediu de se divertir muito durante o grande evento. Basta assistir a este pequeno vídeo para entender que o menino teve uma noite maravilhosa e que sua irmã e amigos estiveram ao lado dele também.

Muitas vezes, as necessidades das pessoas com deficiência não são levadas muito em consideração pela sociedade - uma escolha que afeta muito a psique de crianças como Carlos e que também aflige seus pais. Às vezes, porém, é preciso muito pouco para termos mais inclusão e esta pequena história prova isso!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado