Uma mãe diz que conseguiu melhorar o autismo da filha apenas mudando a sua dieta - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Uma mãe diz que conseguiu melhorar…
A hipersensibilidade: veja por que o dom da empatia é um sinal de um cérebro diferente dos outros Depois de meses de cuidados médicos este gato conseguiu reabrir os olhos: um é azul e o outro cor de ouro

Uma mãe diz que conseguiu melhorar o autismo da filha apenas mudando a sua dieta

2.768
Advertisement

Nos últimos anos, se tem falado cada vez mais sobre o autismo: este termo identifica uma série de distúrbios que impedem o desenvolvimento cognitivo e as relações interpessoais da criança.

Não há cura para o autismo, sendo mais corretamente um conjunto de desordens que podem variar muito entre eles. Muitos pais acham difícil administrar uma criança autista.

Uma mãe argentina disse que melhorou muito a condição de sua filha, que foi diagnosticada com autismo, simplesmente mudando sua dieta: esta é a sua história, que pode ser útil para muitas famílias.

Make Oyarzo é uma chef argentina e mãe de dois filhos. O mais velho foi diagnosticado com autismo aos 3 anos. A mulher viu a criança piorar a cada dia, até ficar mais "infantil" do que sua irmã mais nova.

O sofrimento levou-a a se informar o máximo possível sobre uma doença desconhecida até o dia anterior: ela começou a ler livros e consultar fóruns da internet que descobriram uma possível correlação entre o intestino e o cérebro. Alguns estudos, de fato, afirmam que na base dos distúrbios autistas há problemas de digestão de alguns elementos.

Make, como uma boa chef, tentou dar à sua filha uma dieta desprovida de alimentos que são mais propensos a estar envolvidos nesta hipótese: leite, açúcar, soja, ovos e glúten.

A criança apresentou uma primeira deterioração nos primeiros 4 dias da dieta, provavelmente devido à abstinência de alguns alimentos, mas logo após os primeiros resultados surgiram: sua filha estava cada vez mais capaz de permanecer focada por mais tempo e também diminuiu os problemas comportamentais mostrados anteriormente. A dieta parece ter melhorado muito a condição da criança.

Muitas pessoas vão pensar que é uma dieta muito drástica, sem muitos alimentos, mas ela assegura que não é assim: para provar isso ela escreveu um livro contendo mais de 150 receitas de todos os tipos, sem ingredientes perigosos.

Não há nada científico ou comprovado na experiência de Make: apenas sua história e a de outras famílias que seguiram seu próprio conselho após conselhos médicos. Não comer leite, açúcar, soja, ovos e glúten ajudaria no caso de transtornos do espectro do autismo.

Claramente, qualquer iniciativa deve ser acordada com os médicos competentes: a própria Make já lidou com especialistas e professores universitários e o mesmo deve ser feito sempre que mudanças substanciais forem feitas na sua dieta!

 

Source:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5408485

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado