Nunca mendigue amor: se o outro não te quer, melhor deixar para lá - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Nunca mendigue amor: se o outro não…
Veja o que você deve fazer IMEDIATAMENTE quando encontra um ovo de carrapato Um cachorro morre duas horas depois de ter brincado na água: o seu dono faz um apelo para que outros cães não tenham o mesmo fim

Nunca mendigue amor: se o outro não te quer, melhor deixar para lá

9.279
Advertisement

Um pensamento que todos devemos ter em mente é que não podemos implorar por amor, por amizade ou por atenção, porque estamos lidando com sentimentos espontâneos que todos deveriam estar interessados em cultivar em suas vidas, independentemente da conveniência que eles acarretem. Isso significa que se uma pessoa realmente nos ama, encontrará o tempo e a maneira de investir parte de sua vida para estar conosco, numa troca natural e espontânea: isso é amor. Temos que ser cautelosos e nos afastarmos daqueles que pensam apenas em si mesmos e nos cobrem com indiferença - isso significa que eles não nos merecem.

image: Unsplash

Nós não merecemos pessoas que se perdem na conversa e que buscam apenas conveniência, a própria conveniência, mas alguém que está ao nosso lado e que nos valoriza sem esperar nada em troca. O amor não pode ser movido por interesse pessoal, mas deve ser uma troca recíproca natural que é mantida viva sem qualquer tipo de sacrifício.

Não há "falta de tempo", mas há a "falta de interesse", porque quando alguém pretende ficar ao seu lado, fará de tudo para criar espaço e tempo em sua vida, para ser dedicado a você. Para não mendigar mais amor, você deve primeiro ter respeito por si mesmo - só assim você irá recebê-lo dos outros também. A pessoa que você merece é aquela que "escolhe você" e que te aprecia como você é.

image: Unsplash

O que muitas vezes é a base de alguns fracassos emocionais são as esperanças e as expectativas muito altas, que nos ajudam a perceber as atitudes dos outros como uma "falta de interesse". Entramos em uma jaula mental que faz com que aquilo que os outros nos dizem nos pareça um engano e, portanto, sentimos uma forte dor emocional. A dor emocional é como a dor física: devemos aprender a reconhecê-la e dar-lhe importância, assim como quando reconhecemos uma dor de cabeça e não a ignoramos.

Devemos, portanto, aprender com a nossa dor emocional, a partir da experiência, para poder trabalhar em nós mesmos, sem esperar que o tempo cure as coisas. O tempo não vai curar nada, as feridas não podem ser curadas pela magia...

Se você está passando por um momento de forte injustiça emocional, lembre-se: não pegue o telefone, não escreva mensagens - não se submeta à indiferença que você recebeu e aos silêncios injustificados. Não procure por aqueles que parecem não sentir sua falta. Não espere por aqueles que não te valorizam. Pare de implorar por sua atenção e seu amor.

Advertisement
image: Unsplash

Se alguém não cuida e não gosta de você, isso não significa que outro alguém não possa amá-lo por quem você é. Coloque-se em um estado de espírito em que você "escolhe o amor", opte por dialogar consigo mesmo e com os outros através desse recurso precioso que você se privou com demasiada frequência. Escolher amar significa decidir confrontar os próprios fantasmas, as próprias experiências e a própria ideia de amor, sentindo o desejo de lutar contra os medos internos que achamos que não podemos mais mudar. Escolher o amor é uma busca por si mesmo, é cuidar das feridas internas e tentar entender o próprio eu mais profundo.

Para amar, devemos aprender a nos soltar: precisamos construir, não destruir. Para construir é necessário identificar o que construir e por que construir e para fazer isso é necessário reconhecer, admitir, interpretar e aceitar os próprios sentimentos.

Para entrar em contato com nossas emoções mais profundas, temos que nos livrar de uma coisa: do medo. O medo é uma emoção enganosa que tende a "se esconder" e não faz com que sintamos realmente o peso dos nossos sentimentos e pensamentos. Até encararmos isso, parecerá um monstro imbatível, uma pedra insuperável, mas se em vez disso aprendermos a nos familiarizar, entenderemos que o amor e nós mesmos somos muito mais fortes do que esse sentimento.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado