Dizem que na vida nos apaixonamos de verdade somente por 3 pessoas, cada uma delas por um motivo - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Dizem que na vida nos apaixonamos de…
Abandonada por seus donos porque estava doente, esta filhote renasceu graças ao afeto e aos cuidados de uma mulher Sentindo falta do seu Chihuahua, esta universitária transformou seu armário em um quarto para ele

Dizem que na vida nos apaixonamos de verdade somente por 3 pessoas, cada uma delas por um motivo

2.181
Advertisement

Apaixonar-se é sempre uma experiência bonita e emocionante... e também um pouco assustadora de alguns pontos de vista. Se trata de uma mudança que envolve coisas novas e inseguranças na vida de uma pessoa mas, quando encontramos "a pessoa certa", todas as incertezas começam a desaparecer pouco a pouco. Dizem que na vida nos apaixonamos principalmente por três pessoas: o primeiro amor, aquele do meio e o terceiro e último. Cada um deles têm um motivo específico para entrarem em nossas vidas e percorrer com a gente um determinado momento dela. 

1. O primeiro amor

image: Unsplash

Muitas vezes acontece que o primeiro amor surge quando alguém é muito jovem, talvez durante o ensino médio, e geralmente é um amor idealizado e inocente, como o dos contos de fadas. É normal que, a princípio, pareça nosso único amor, e estamos convencidos de que permanecerá assim para sempre; sonhamos com um futuro juntos e pensamos constantemente dia e noite. Vivemos o relacionamento com a convicção de que será nosso único amor e não importa se não parece certo, ou se nos encontramos tendo que engolir sapos para fazê-lo funcionar, porque no fundo pensamos que é exatamente assim que o amor deve ser.

Nesse tipo de relacionamento, parece muito mais importante como os outros o veem do que como você realmente se sente.

2. O segundo amor

image: Unsplash

Quando comparado ao primeiro amor, esse segundo parece muito mais difícil e complicado. É um tipo de relacionamento em que você começa a descobrir mais sobre você e não sobre seu parceiro. Ele permite que você entenda um pouco melhor "quem você é como pessoa", "quem é seu parceiro" e "em que direção você deseja seguir na vida". Isso ajuda você a entender que tipo de pessoa você deseja ser pelo resto da vida. O segundo amor é mais doloroso que o primeiro, porque pode haver mentiras, enganos e manipulação do parceiro, o que certamente poderia machucá-lo.

Exatamente por esse motivo, é um amor que não está destinado a durar e que, embora você possa perdoar e tentar recomeçar, sempre terá o mesmo final. Apesar da dor, é um amor indispensável que ensina você a ser mais forte e a entender o que realmente deseja.

Advertisement

3. O terceiro amor

image: Unsplash

É esse tipo de amor que nunca parece vir e que, no final, aparece diante de seus olhos quando você menos espera. Pega você de surpresa porque você não planejou nada. Tudo parece errado e você questiona todos os ideais preexistentes aos quais tinha se apegado no passado, porque achou que sabia como o "amor" deveria ser.

É o tipo de amor que você encontra com alguém e descobre que ele se encaixa perfeitamente na sua pessoa; não há expectativas perfeitas sobre como deve ser ou como deve evoluir. Você aceita o que é.

É um amor que continua e continua batendo à sua porta, independentemente de quanto tempo você leva para responder. Diferentemente das experiências anteriores, ele parece certo para você e faz você se sentir a melhor versão de si mesmo.

Tags: PsicologiaAmor
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado