Por que devemos evitar o uso do flash ao tirar fotos de crianças: o especialista responde - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Por que devemos evitar o uso do flash…
Um garoto de 12 anos vê uma criança trancada no carro embaixo do sol: quebra o vidro e a salva Algumas crianças destroem um gigantesco castelo de vidro no museu: 42 mil euros em danos

Por que devemos evitar o uso do flash ao tirar fotos de crianças: o especialista responde

Por Roberta Freitas
4.197
Advertisement

Quando uma criança chega à família, a felicidade e o desejo de imortalizar seus primeiros momentos em casa, seus primeiros passos, seu crescimento diário é sempre grande, para pais, avós e parentes mais ou menos próximos. Muitos de nós já nos encontramos em situações semelhantes: uma vez na família, os pequenos se tornam verdadeiras "celebridades" de tanto que são fotografados.

Milhares de fotos e vídeos são dedicados a eles, em uma espécie de "frenesi" certamente ditado por sentimentos positivos, mas que, em certos casos, podem até ser perigosos para as crianças.

image: Needpix

Nós sabemos: a infância é um momento bonito, que não volta e, portanto, é certo capturar os momentos mais bonitos que a compõem. Graças também às modernas ferramentas tecnológicas, hoje é possível tirar fotos e gravar vídeos em qualquer lugar e a qualquer momento. No entanto, existe uma coisa na qual temos que prestar atenção: o flash e, de maneira mais geral, a luz intensa e repentina.

O aviso para famílias com crianças pequenas veio de vários especialistas em oftalmologia pediátrica e certamente não é algo novo. É bom, no entanto, sempre reiterar certos bons hábitos, bem como algumas práticas a serem evitadas, que a gente nem sabe que pode fazer mal para os pequenos.

Nunca use o flash para tirar uma foto de um bebê recém-nascido, mesmo à distância. O motivo é simples e explica o Dr. Digvijay Singh, oftalmologista pediátrico: a intensa luz força a pupila a encolher para "se proteger". Se esta é uma reação normal em adultos, bebês e crianças pequenas, ainda não têm essa "ferramenta" bem desenvolvida. Assim, diante da luz forte emitida pelo flash - um verdadeiro "raio brilhante" -, nossas crianças podem não reagir adequadamente e seus olhos podem não se proteger como deveriam, desenvolvendo, às vezes, danos irreversíveis.

image: Pikist

Há casos, a esse respeito, de recém-nascidos que manifestaram defeitos pesados ​​na mácula, com consequente cegueira parcial ou total, após fotos em close tiradas com o flash.

Se as recomendações são válidas para qualquer flash - às vezes até os LEDs de telefones celulares podem ser bastante poderosos - é ainda mais para as câmeras profissionais, bem como para a luz do sol. Não existe, como o Dr. Singh explicou, uma idade após a qual as crianças podem ser expostas a luzes fortes e repentinas: com certeza, esses tipos de fotografias devem ser absolutamente evitadas nos primeiros meses de vida. Com o tempo, os olhos das crianças se desenvolverão adequadamente e poderão se adaptar de forma mais rápida e eficiente às mudanças na luz. Portanto, vamos evitar tirar fotos de nossos pequeninos o tempo todo: alguns cuidados extras podem preservar sua saúde e algo tão fundamental como a visão.

Tags: CriançasÚteisSaúde
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado