Pais ausentes demais podem causar feridas emocionais nas crianças que dificilmente curam - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Pais ausentes demais podem causar feridas…
Um cachorro e um pequeno sapo se reúnem todos os dias após o jantar para se fazerem companhia: veja as suas lindas fotos Algumas dicas práticas para lidar com uma criança de temperamento muito agressivo

Pais ausentes demais podem causar feridas emocionais nas crianças que dificilmente curam

Por Roberta Freitas
1.683
Advertisement

Quando nos tornamos mães e pais pela primeira vez, embarcamos em uma estrada que se bifurca, cheia de satisfações, mas também de desafios perigosos: o desafio de ser pais modelo. Com essa enorme carga sobre os ombros, temos o dever de criar filhos emocionalmente saudáveis, mas há muitas e frequentes ocasiões em que os pais, às vezes, mesmo sem querer, causam feridas emocionais invisíveis nas crianças e que, com o tempo, dificilmente irão curar.

image: PickPik

Partimos do fato de que somos todos seres humanos, portanto imperfeitos, e que o trabalho de ser pais não é único e não apresenta um caminho predeterminado, mas variado e irregular para cada um de nós. Portanto, muitos pais hoje em dia, tomados por um ritmo de vida cada vez mais frenético e mecânico, realizam tarefas, atividades e obrigações diárias de maneira robótica, sem prestar muita atenção ao que os rodeia e é realmente importante. A consequência lógica é que prestamos cada vez menos atenção em nossos filhos, não temos mais tempo como tínhamos antes para dedicar a eles, gerando inconscientemente feridas emocionais nas crianças, que podem se infiltrar na vida adulta.

Por exemplo, uma recusa de qualquer tipo na infância pode ser o pavio que pode gerar uma profunda ferida emocional; se os pais, desde a mais tenra idade, recusarem ou descartarem uma parte do seu ser (que seja um aspecto físico, uma parte do personagem), ele se sentirá não aceito e sem valores ou pessoas para se apegar emocionalmente.

O mesmo acontece nos casos de abandono emocional, quando os pais não têm muito tempo para se dedicar ao filho pequeno, para brincar com ele, causando um sentimento de rejeição e abandono: o mesmo pode ser dito para os casos de humilhação em casa ou diante de estranhos: ter atitudes humilhantes em relação às crianças viola diretamente sua dignidade. Faz com que se sintam ansiosos, envergonhados e indefesos e, por sua vez, incentiva a criança a se avaliar negativamente e a adotar uma atitude submissa.

Queridos pais, este é um aviso e conselho para garantir que seus filhos pequenos não se sintam abandonados, rejeitados, tristes, deprimidos ou emocionalmente frágeis. Mesmo que você, às vezes, aja mecanicamente involuntariamente, preste mais atenção no seu filho: ele crescerá de uma maneira mais "emocionalmente saudável".

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado