Esta mulher do Malawi libertou mais de 1.500 meninas noivas e as mandou de volta para a escola - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Esta mulher do Malawi libertou mais…
Ele ganhou 22 milhões na loteria e compartilhou a quantia com o amigo: eles haviam prometido 30 anos antes 6 idosos se reúnem todos os dias no mesmo parque mantendo a distância de segurança: o respeito em uma foto

Esta mulher do Malawi libertou mais de 1.500 meninas noivas e as mandou de volta para a escola

Por Roberta Freitas
1.368
Advertisement

Segundo dados das Nações Unidas, uma em cada três meninas se casa antes de completar 18 anos em algumas áreas subdesenvolvidas do planeta; infelizmente, o fenômeno das "meninas noivas" está profundamente enraizado no tecido social e cultural dos países mais pobres da África e, portanto, é algo difícil de erradicar e também de denunciar publicamente. Então, quando uma mulher, Theresa Kachindamoto, se opôs publicamente a esse fenômeno repreensível, muitas coisas mudaram para melhor.

via: Al Jazeera

Embora os casamentos com menos de 18 anos tenham sido abolidos no Malawi em 2015, 42% das meninas de 20 a 24 anos do país mais pobre da África Subsaariana já haviam se casado com menos de 18 anos; por esse motivo, quando Theresa se tornou chefe executiva do distrito de Dedza, ela aboliu a prática do casamento infantil, fazendo com que 50 de seus subordinados assinassem a nova lei.

Mais tarde, Theresa também aboliu os chamados "campos de iniciação sexual", onde as mulheres com menos de 18 anos eram "educadas" sobre como agradar ao cônjuge e cancelou oficialmente mais de 1.500 casamentos de crianças, enviando todas as meninas para escola, para que pudessem estudar novamente. 

O resultado que Theresa alcançou com persistência, tenacidade e com a determinação de querer se opor com toda a sua força e poder a um aspecto da tradição centenária de seu país, foi algo espetacular. Obviamente, ao longo dos anos, não faltaram ameaças a ela, acusada de querer minar e perturbar a cultura e as tradições do Malawi.

Mas somente graças a um ato corajoso de revolução as coisas podem realmente ser mudadas; e, nesse caso, mudadas para muito melhor, para que toda uma geração de adolescentes possa genuinamente crescer frequentando a escola e desfrutando de uma educação. Muito bem, Theresa!

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado