Os animais marinhos não são um passatempo: o ENPA lista 6 razões para evitar capturá-los para se divertir na praia - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Os animais marinhos não são um passatempo:…
2 gêmeas idênticas se casam com 2 gêmeos idênticos: agora eles estão esperando filhos que serão primos e geneticamente 10 crianças que surpreenderam seus pais agindo de forma totalmente absurda e hilária

Os animais marinhos não são um passatempo: o ENPA lista 6 razões para evitar capturá-los para se divertir na praia

Por Roberta Freitas
652
Advertisement

Quem entre nós, quando criança, nunca experimentou a emoção de brincar na praia com balde, pazinha e rede e tentou “capturar” do fundo do mar os habitantes desse extraordinário habitat? Aparentemente, capturar caranguejos pequenos ou grandes, estrelas do mar e conchas com nossa redinha e balde pode parecer uma brincadeira muito estimulante e divertida, mas é uma prática que coloca a vida desses animais marinhos em sério risco. 

via: ENPA

Você sabia que muitas vezes capturar esses animais da água e deixá-los dentro do seu balde sob o calor do sol pode ser uma sentença de morte para esta fauna marinha? Na maioria das vezes, de fato, as altas temperaturas não deixam saída para esses pobres animais que, uma vez de volta à água, dificilmente conseguirão se adaptar à nova condição. Por esse motivo, a ENPA (Autoridade Nacional de Proteção Animal italiana) listou 6 regras a serem seguidas para garantir que as crianças cresçam com a consciência de que brincar com animais marinhos pode prejudicá-los:

  • Pegar um caranguejo, uma estrela do mar ou qualquer outro animal marinho e colocá-los no balde equivale à morte certa, mesmo depois de soltos! Na verdade, a água dentro do balde atinge altas temperaturas rapidamente, sem que as crianças percebam. Quarenta graus podem ser fatais para os habitantes do mar!
  • Os baldes representam uma verdadeira tortura para caranguejos, águas-vivas e pequenos peixes vítimas das redes. E mesmo assim, deixamos nossos filhos pegá-los e mantê-los ao sol em silêncio, talvez virando-os com pás ou ancinhos. Nós nos perguntamos: você voluntariamente ensinaria seus filhos a torturar um animal?
  • Crianças que respeitam os animais, todos os animais, mesmo aqueles que vivem no mar, são adultos melhores. Entre os muitos a afirmar isso, há também um estudo de pesquisadores da Universidade de Cambridge que enfatiza como a amizade com um animal desenvolve na criança o respeito pelos outros e a capacidade de se relacionar com o mundo de forma equilibrada.
  • Os animais marinhos têm muitas histórias para contar. Você sabia que as águas-vivas estão entre os animais mais antigos do mundo? E que as orcas podem nadar mesmo quando dormem? Enquanto metade do cérebro tira uma soneca, a outra metade permanece acordada. E que um golfinho emite até 1000 cliques por segundo para identificar os peixes? E que os polvos têm sangue azul e três corações, um dos quais para de bater quando nadam?
image: Pixabay
  • Existem maneiras mais divertidas e educativas de brincar no mar. Fotos subaquáticas, a competição para ver quem encontra e vê mais habitantes do mar, recolher conchas na praia, descobrir o fundo do mar com uma máscara. Estes são apenas alguns exemplos das milhares de atividades que podem ser realizadas respeitando o mar e os seus habitantes.
  • O mar e os oceanos cobrem 70% do planeta e produzem 50% do oxigênio que respiramos. Respeitar o mar e seus habitantes é respeitar a nós mesmos e às pessoas que amamos.

6 boas razões para começar a deixar os animais marinhos em paz desde cedo, não acha?

Tags: AnimaisÚteis
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado