Mordida de víbora: o que fazer e o que não fazer se você não tem conhecimentos médicos - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Mordida de víbora: o que fazer e o…
Perde a filha recém-nascida devido ao contato com a herpes: um pai adverte os outros a lavarem bem as mãos sempre Como as pessoas míopes enxergam sem óculos? Este artista desenhou 10 quadros que nos dão a resposta

Mordida de víbora: o que fazer e o que não fazer se você não tem conhecimentos médicos

Por Roberta Freitas
7.214
Advertisement

Ao fazer excursões ao ar livre, não se deve pensar apenas no prazer da experiência: a natureza pode ser tão perigosa quanto fascinante e conhecer algumas regras é essencial para evitar problemas.

O perigo das cobras, por exemplo, está sempre à espreita: a víbora é uma das cobras que ao longo do tempo se adaptou e vive tanto em lugares montanhosos quanto naqueles tipicamente mais quentes, e por isso é bom saber como ficar longe dela e como intervir em caso de uma mordida.

via: webmd.com

O que fazer

O que fazer ANTES de uma excursão: use sapatos altos e meias compridas até as canelas e prefira calças.

O que fazer DURANTE uma excursão: caminhar fazendo barulho para expulsar os animais e evitar deixar jaquetas e suéteres no chão. 

Como reconhecer a mordida da víbora
A picada de uma víbora tem dois pontos, separados por cerca de 6-8 mm, e são circundados por uma substância serosa transparente. A gravidade da mordida depende de muitos fatores, como a idade da pessoa, o peso corporal, as condições de saúde pré-existentes e a área mordida.

Sintomas da picada de víbora
Imediatamente após a picada, os primeiros sintomas aparecem: inchaço, eritema, vermelhidão e dor localizada. Os outros sintomas também podem aparecer até um máximo de 24 horas, e são: dores musculares, náuseas, vômitos, diarréia e diminuição da pressão, tontura.

O que fazer imediatamente após a mordida
A primeira coisa a fazer é chamar o socorro, a fim de submeter a pessoa a um tratamento médico o mais rápido possível. Enquanto espera, você precisa liberar os membros da pessoa de braceletes, anéis e colares, antes que o inchaço ocorra e possa complicar o estado de saúde. É necessário manter a calma, porque um batimento cardíaco acelerado significa um maior fluxo sanguíneo e, portanto, uma difusão mais rápida do veneno.

A ferida deve ser lavada com bastante peróxido de hidrogênio ou, no máximo, com água pura para remover parcialmente o restante do veneno na superfície.

Você pode envolver todo o membro com uma gaze, apertando levemente o curativo. Melhor ainda se o membro estiver imobilizado com uma tala.

O que NÃO fazer

Não desinfectar a mordida com desinfectantes à base de álcool ou com bebidas alcoólicas - a reacção do veneno e álcool pode levar à produção de componentes altamente tóxicos

Não cortar a ferida ou apertar para expelir o veneno.

Não chupe o veneno.

Não aperte o membro com um cinto

Não administre antídotos.


Estas são práticas, se implementadas por inexperientes, podem ser prejudiciais e contribuir para a disseminação do veneno.

Advertisement

Vamos cuidar para transcorrer o tempo em contato com a natureza em segurança!

image: pixabay.com
Tags: AnimaisCobrasÚteis
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado