Conquistar o seu parceiro sempre, mesmo depois de anos, mantém o relacionamento saudável - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Conquistar o seu parceiro sempre, mesmo…
A felicidade de uma mulher tende a aumentar no período sucessivo ao divórcio, segundo uma pesquisa Quem vive sozinho tem mais chances de sofrer de distúrbios mentais, é o que diz um estudo

Conquistar o seu parceiro sempre, mesmo depois de anos, mantém o relacionamento saudável

989
Advertisement

Cortejar alguém que gostamos parece um conceito que nos traz de volta às histórias contadas por nossos avós ou nossos pais. A arte de namorar, na verdade, é uma prática que homens e mulheres usam desde os primórdios dos tempos, e que tem suas raízes em uma atração natural que temos por características físicas, gestos, expressões e peculiaridades de outras pessoas.

Mas o verdadeiro namoro ainda existe hoje? E o que isso representa?

Segundo alguns, a sedução ligada à inteligência está gradualmente desaparecendo. Isso significa, e temos a prova disso constantemente ao nosso redor, que investimos muito mais no aspecto físico e na necessidade de tratá-lo para parecer melhor, do que no caráter e na capacidade de raciocinar usando o cérebro.

image: Pixabay

No entanto, no aspecto físico pode-se "enganar", enquanto no intelecto não. Ironia, inteligência, cuidado, são elementos fundamentais a colocar em jogo quando outra pessoa é cortejada. A etologia, que estuda os personagens e costumes das pessoas, mostrou que as mulheres são as que lideram o jogo.

Portanto, é geralmente o homem que deve demonstrar à mulher que tem todos os documentos para cortejá-la. Não apenas se deve saber esperar e não se deixar levar por abordagens apressadas, mas também é útil medir palavras e sinais silenciosos e corporais.

Se o namoro correu bem e o casal agora está firme e junto por muito tempo, então aqui, paradoxalmente, vem a parte difícil.

Não é verdade o que muitos pensam dos casais de longa data. Diz-se que o desejo, depois de um tempo, se apaga, que o amor se torna apenas um simples afeto, a vida cotidiana e o hábito.

image: pxhere.com

Nada poderia estar mais errado. Se houver interesse em manter um relacionamento vivo, o namoro deve sempre ter um papel fundamental. Seduzir cada dia um pouco mais a pessoa ao nosso lado é fundamental para que um relacionamento evolua da melhor maneira.

A estaticidade é prejudicial nesse sentido. Surpreender o outro (ou a outra) com gestos inesperados, pequenas atenções, ou simplesmente com palavras que lembram nossos sentimentos em relação a ela, é o que realmente faz um casal durar.

E isso parece mais difícil quando aqueles que nos conhecem há muito tempo também conhecem nossas forças e nossos defeitos. Precisamente na vida cotidiana, talvez na rotina entediante em que estamos imersos, demonstramos as nossas habilidades de conquista. É bom ter isso em mente e nunca deixar nossos poderes sedutores se extinguirem.

Tags: PsicologiaAmor
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado