A chave da mudança é se libertar do medo: não tenha medo do novo - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
A chave da mudança é se libertar do…
Este fotógrafo tirou fotos adoráveis de um filhote de suricato: as imagens vão te conquistar! Esta cachorrinha decidiu adotar os filhotes de gambá sem mãe

A chave da mudança é se libertar do medo: não tenha medo do novo

1.110
Advertisement

O medo não é apenas uma palavra: é um estado verdadeiro, uma maneira de ser. Tudo para diante do medo e, portanto, os passos que gostaríamos de dar em nossas vidas estão sujeitos a detenções repentinas, temporárias ou definitivas, dependendo de nossa força para dominá-lo.

Frequentemente somos dominados por medos e esquecemos o quão bom pode ser viver nos livrando desses pesos. O medo rompe nossas vidas todos os dias, marcado por uma sociedade em que a lógica da "posse" prevalece.

image: Unsplash

Em essência, quanto mais você tem, mais tem medo de perder o que tem. E isso não faz nada além de nos levar a cometer ações nada nobres ou simplesmente inúteis, exatamente porque somos movidos pelo medo de perder o que temos. A posse nos dá a ilusão de ter controle e poder e nos faz sentir uma falsa segurança que nos impede de entender que, para sermos felizes, devemos mudar alguma coisa em nossas vidas.

Na verdade, é quando você perde tudo que acaba se livrando do medo e começa a entender o que realmente importa. É claro que não é realmente necessário perder tudo: seria suficiente olhar o mundo com olhos diferentes para descobrir que a mudança é frequentemente a chave que precisamos para libertar nossas vidas do medo.

image: Unsplash

Quando começamos a perceber que a mudança não tira, mas acrescenta algo importante, começamos a avaliar com maior importância também os bens realmente necessários para o ser humano. Bens que se chamam amizade, bondade, solidariedade, amor, que não produzem medo, mas geram felicidade porque são ditados diretamente pelo nosso coração.

Vamos deixar de lado os bens que não nos nutrem de nada além de falsas certezas e vamos começar a cultivar afeições sinceras e emoções verdadeiras e desinteressadas, a fim de encontrar dentro de nós a força para não sucumbir ao medo. Afinal, a mudança já está próxima: tudo o que precisamos fazer é olhar na direção dela sem sermos interrompidos pelo medo.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado