As crianças são as que mais arriscam sofrer traumas com a quarentena: o papel dos adultos é fundamental - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
As crianças são as que mais arriscam…
Uma enfermeira comovida nos explica por que deveríamos ser mais gentis e dizer A menina com câncer que cumprimenta o pai através da janela simboliza a importância do isolamento contra o Covid-19

As crianças são as que mais arriscam sofrer traumas com a quarentena: o papel dos adultos é fundamental

Por Roberta Freitas
1.432
Advertisement

A situação de isolamento que a maior parte do mundo está enfrentando devido à pandemia de coronavírus não é fácil, porque limita as ações diárias e nos obriga a mudar os hábitos. A quarentena, em um momento tão delicado, é por um lado uma medida necessária e indispensável mas, por outro, torna-se uma condição que, para muitas pessoas, corre o risco de causar sérios inconvenientes, acrescentando problemas a outros problemas.

Embora aceitar uma mudança possa ser mais fácil para um adulto, é muito mais complicado para uma criança. Fechadas em casa da noite para o dia, os filhos de muitas famílias certamente sofreram um trauma, o que corre o risco de fazer com que suas consequências sejam sentidas por um longo tempo. Por esse motivo, as preocupações dos pais, educadores e professores estão crescendo em todo o mundo com um desconforto sempre crescente, do qual é bom estar ciente e fazer o possível para tornar a quarentena de muitas crianças mais leve.

via: Unicef
image: Pxfuel

Se já para uma criança em condições normais de saúde, o isolamento doméstico é difícil, certamente se torna maior em muitos casos de crianças com deficiência, com distúrbios comportamentais ou de desenvolvimento, ou para aqueles que vivem em situações econômicas difíceis. Existem muitos casos de situações complexas e é necessário levá-las em consideração.

Embora muitos pais, em casa, tentem divertir os pequenos da melhor maneira possível, com atividades que possam estimular sua criatividade, imaginação e aprendizado, nem sempre é tão óbvio que tais esforços produzam resultados. Crianças e jovens correm o risco de gastar muito tempo em frente a telas de TV e dispositivos eletrônicos, em detrimento de sua saúde física e mental.

Não poder ver amigos, professores, colegas de classe ou fazer esportes é uma situação que, pelo menos nos últimos tempos, nenhuma criança já viveu, motivo pelo qual não sabemos quais consequências isso terá no desenvolvimento delas. Atualmente, os pais e familiares que estão em casa com os filhos têm a responsabilidade e o dever de ajudá-los com todas as ferramentas e atitudes possíveis. Naturalmente, não é fácil, mas servirá para não criar problemas que possam afetar o futuro.

A Sociedade Italiana para o Estudo do Estresse Traumático (SISST), nesse sentido, aconselha todos os adultos em casa com crianças a limitar o máximo possível o tempo que passam em frente à mídia, TV ou redes sociais, todas as ferramentas que podem se tornar portadoras de emoções negativas.

As atividades manuais, a serem realizadas em conjunto com os mais velhos, são importantes para enganar o tempo e, embora nem sempre seja possível, é bom tentar propô-las. A situação relativa à pandemia de Covid-19, portanto, deve ser explicada claramente aos pequenos, mas obviamente sem alarmes ou catastrofismos exagerados. Em vez disso, pode ser útil integrar a experiência com outras já vividas ou compartilhadas e insistir na necessidade de respeitar as regras para o bem de todos.

Além do que mães, pais e outros parentes podem fazer, é importante que as instituições - e principalmente a escola - façam o possível para envolver todos nas atividades a serem realizadas diariamente, para que ninguém se sinta excluído, diferente ou confuso, nem mesmo por problemas físicos ou econômicos.

Advertisement

Somente com um comprometimento real de todos será possível dizer que a emergência do Coronavírus foi melhor atendida, na esperança de que em breve nas ruas, escolas e parques de todo o mundo, as crianças possam correr, brincar e crescer novamente. 

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado