Ela está grávida e tem coronavírus: após 10 dias de coma, ela acorda e descobre que deu à luz a uma linda menina - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Ela está grávida e tem coronavírus:…
Uma mulher com uma barriga enorme dá à luz aos gêmeos Este Golden Retriever adora abraçar as pessoas na rua quando passeia com seu dono

Ela está grávida e tem coronavírus: após 10 dias de coma, ela acorda e descobre que deu à luz a uma linda menina

Por Roberta Freitas
5.050
Advertisement

Embora a situação devida ao coronavírus seja trágica, há episódios com um final feliz que conseguem nos dar um pouco de esperança e nos encorajar para o futuro. Em Vancouver, no estado de Washington, uma jovem mulher grávida de 33 semanas, teve uma experiência terrível por causa do vírus, que a levou a passar 17 dias no hospital, 10 dos quais em coma. Como se isso não bastasse, ao acordar, ela descobriu que havia dado à luz a seu bebê, seis semanas antes do previsto. Não foi fácil para Angela Primachenko se recuperar do Coronavírus e, ao mesmo tempo, esperar para abraçar sua pequena Ava (este é o nome de sua segunda filha) que, finalmente, conseguiu sair da terapia intensiva neonatal após alguns dias.

via: Today

A mulher começou a sentir os primeiros sintomas do Covid-19, confundindo-os com as alergias sazonais. Com os dias, os sintomas continuaram a piorar e, sendo Angela uma trabalhadora da área da saúde, por segurança, ela foi testada para verificar se havia contraído o vírus. O teste mostrou que a jovem estava com o coronavírus. Depois de hospitalizada, os médicos decidiram induzir o coma, a fim de fazê-la combater o vírus com todas as suas forças. Angela ficou em coma farmacológico por 10 dias e, ao acordar, descobriu que deu à luz a pequena Ava.

O bebê nasceu prematuramente, seis semanas antes do previstoo, e permaneceu em terapia intensiva por alguns dias. Além disso, Angela não teve chance de segurá-la em seus braços, pois ainda apresentava os sintomas do coronavírus. A radiografia dos pulmões mostrou uma situação muito crítica. Apesar disso, algumas horas depois, as condições de Angela melhoraram milagrosamente: ela não precisava mais do respirador e os médicos puderam acompanhá-la para fora da unidade de terapia intensiva. Foi um momento muito intenso, quando todos os médicos aplaudiram a cama de Angela saindo da unidade.

Advertisement

"Sinto-me como um milagre vivo", disse a jovem. Apesar de ter tido alta do hospital, Angela deveria resultar negativa em mais 2 testes para o Coronavírus antes de poder abraçar sua pequena Ava. Apesar de todas as dificuldades, mãe e filha conseguiram superar esse momento difícil.

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado