O ataque de pânico: a maior incompreensão social dos dias de hoje - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
O ataque de pânico: a maior incompreensão…
Um cachorro salva a vida de um humano deixando ele quente por três dias e protegendo-o dos coiotes O ar do mar ajuda a combater o câncer e a reduzir o colesterol. É o que afirmam os cientistas.

O ataque de pânico: a maior incompreensão social dos dias de hoje

1.473
Advertisement

Você está no metrô, sua música favorita está tocando. Você se sente calmo, tranquilo, despreocupado. De repente, algo te agita, você se sente tonto, não consegue respirar, começa a suar frio, você não tem mais o controle da situação e nenhum botão para sair desse tormento.

Em geral, um ataque de pânico é assim. Um problema conhecido e, ao mesmo tempo, subestimado. A opinião pública, na verdade, tende a sentenciar a questão com uma simples declaração: é apenas uma maneira como qualquer outra de dizer que você está mal.

image: pixabay

Não, o ataque de pânico não é um simples momento de frustração ou desânimo. Como a depressão, esta condição tem sintomas muito claros: sudorese, tontura, boca seca, palpitações, náuseas, falta de ar. Tudo acontece de repente, sem que você tenha tempo para perceber o que está realmente acontecendo.

É uma entidade silenciosa, que não deixa você escapar. Alimenta-se de suas inseguranças, devora calma e serenidade, faz com que você perca totalmente o controle da situação. Tudo decorre do medo, mesmo que injustificado, que se torne uma coisa constante, cujo remédio é complexo de encontrar, pois depende de pessoa para pessoa.

image: pixabay

Felizmente, existe uma origem. E sabendo disso, é mais fácil de lutar contra esse monstro. O ataque de pânico, na verdade, afeta uma área muito clara em nosso cérebro, que os cientistas chamam de "rede de medo". Isso deve nos fazer entender que não é uma condição emocional simples, mas uma armadilha na qual o cérebro é induzido: sufocamos, nos sentimos perdidos e sozinhos. A angústia aumenta e a incompreensão geral não ajuda a perceber o quão trágica é essa situação. Também porque ninguém propositalmente escolhe ser atingido por um ataque de pânico, ninguém sente a necessidade de inventar os medos que cercam a nossa realidade para cair de propósito em um enorme buraco negro.

O ataque de pânico é um assunto sério, e deve ser tratado da melhor maneira para não desclassificá-lo como um mero cansaço ou como forma de chamar atenção. 

Tags: SaúdePsicologia
Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado