A depressão "sorridente", o distúrbio que muitas vezes não conseguimos reconhecer - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
A depressão "sorridente", o distúrbio…
A Finlândia tem um dos melhores sistemas educacionais do mundo e as crianças não vão para escola antes dos 7 anos Ela se recusou a interromper a gravidez mesmo depois de um terrível diagnóstico: dez anos depois ela está mais feliz do que nunca

A depressão "sorridente", o distúrbio que muitas vezes não conseguimos reconhecer

Por Roberta Freitas
2.864
Advertisement

Entre os principais preconceitos relacionados aos transtornos mentais, e mais especificamente no que diz respeito à depressão, está imaginar aqueles que sofrem com ela confinados ao leito, trancados nas paredes de suas próprias casas e presos a pensamentos e ações extremamente negativos; no entanto, de acordo com os estudos mais modernos da psicologia, não é nada disso, e é apenas uma ideia preconcebida de que todos devemos nos afastar imediatamente.

Nem todo mundo experimenta a depressão da mesma maneira e com os mesmos sintomas.

OBS.: os conselhos que lhe damos NUNCA podem substituir a opinião de um médico ou os tratamentos psicoterapêuticos que um médico pode receitar para uma patologia específica. O artigo abaixo é apenas para fins informativos e ilustrativos.

image: Unsplash

De acordo com estudos recentes realizados pelo National Institute of Mental Health, cerca de 10% da população dos Estados Unidos sofre de depressão, uma estatística muito maior do que a relativa aos sintomas de esquizofrenia e transtorno bipolar. Mas a psicologia contemporânea adverte: pode-se sofrer de depressão mesmo se, aparentemente, alguém leva uma vida normal, desprovida de sinais de alerta específicos.

Esse poderia ser um dos casos que os estudos mais recentes do setor chamam de "depressão sorridente", ou melhor, a patologia psicológica segundo a qual o sofredor deve e quer parecer feliz para os outros, literalmente sorrindo, enquanto internamente sofre de sintomas depressivos. A depressão sorridente muitas vezes não é detectada facilmente e aqueles que sofrem com isso muitas vezes descartam seus sentimentos e os deixam de lado por medo de serem considerados "fracos" pelas pessoas ao seu redor.

image: Max Pixel

O sinal mais óbvio de "depressão sorridente" é o da tristeza, e a consequência é a implementação de um mecanismo de defesa contra os verdadeiros sentimentos em relação à vida, que são progressivamente combatidos através do sorriso como uma fachada exterior. Entre os sintomas que podem ser detectados através de sessões de aconselhamento e psicoterapia, há também medo, raiva, fadiga, irritabilidade severa, baixa autoestima, às vezes insônia, mas acima de tudo pensamentos suicidas. Aqueles que sofrem de depressão, pelo menos a mais tradicional, muitas vezes não têm a energia interior para colocar em prática os pensamentos suicidas, enquanto os pacientes com depressão sorridente têm a força para planejar e seguir metodicamente a sua própria vontade.

Se o aconselhamento psicológico e a psicoterapia são as formas mais tradicionais de aliviar o transtorno, muitas vezes é importante que aqueles que sofrem sejam capazes de se abrir com parentes e amigos íntimos e reconquistar a confiança em si mesmos; a partilha dos pensamentos, ainda que negativos, poderia ser um dos primeiros caminhos para uma maior consciência do próprio estado de espírito, do qual nunca se deve ter vergonha de falar.

 

Source:

Advertisement

Deixe um comentário!

Advertisement
Advertisement
x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado