Estou aprendendo que não devo reagir sempre a tudo aquilo que me faz mal - OlhaQueVideo.com.br
x
Utilizando este site, você aceita o modo no qual utilizamos os cookies para melhorar a sua experiência. Saiba mais Ok
x
Estou aprendendo que não devo reagir…
O pit bull adotado não consegue parar de abraçar a garota que o tirou do canil Pede a sua namorada em casamento escondendo o anel na caixinha do McNuggets

Estou aprendendo que não devo reagir sempre a tudo aquilo que me faz mal

Por Roberta Freitas
2.004
Advertisement

Às vezes, quando uma pessoa nos trata mal ou quando sofremos ofensas que nos magoam profundamente, queremos devolver essa maldade, reagindo - mesmo por impulso - àqueles que nos causaram tanta dor. Na realidade, é uma reação absolutamente normal, sob vários aspectos humanos, mas certamente nem sempre é útil para alcançar nossa verdadeira tranquilidade.

A "satisfação" que podemos sentir reagindo ou, de alguma forma, equilibrando as contas e nos vingando, é de fato apenas um bem-estar momentâneo, um desperdício de energia que, no final, falha em nos tornar realmente maduros.

image: Pexels

Ser maduro, de fato, também significa não necessariamente reagir a tudo que nos incomoda, não chutar cada pedra à nossa frente e obstrui nosso caminho, mas também aprender, quando possível, a contornar problemas, mostrando ao mundo que podemos ser mais elevados do que aqueles que nos machucam.

Tentar a todo custo "vencer" alguém é, em última análise, um desperdício de tempo e esforço, que no final pode nos deixar só com uma grande sensação de vazio. Nesses momentos, extremamente concentrados para encontrar a lição mais adequada a dar aos que nos machucam, literalmente corremos o risco de secar e de ficarmos cegos para tudo o que temos ao nosso redor, incluindo as coisas boas.

Muitas vezes, portanto, sem dizer nada, ir além e praticar a indiferença em relação àqueles que certamente nunca entenderão nossas razões é a melhor maneira de preservar nossa sagrada tranquilidade. Se é isso que mais precisamos, por que não começar a praticá-lo de verdade? Por outro lado, é sobretudo uma questão de amar a si mesmo, um ato com o qual construímos a armadura mais forte contra essas pessoas que tentam nos machucar.

Claro: nem sempre será fácil adotar esse comportamento, mas tentar mudar de estratégia, em meio a tantas decepções, certamente não vai nos custar muito. Se conseguirmos, no entanto, a felicidade e a tranquilidade nos agradecerão.

Advertisement

Deixe um comentário!

x

Por favor, faça o login para carregar o vídeo

Cadastre-se com Facebook com 2 simples cliques!
(Usamos Facebook somente para que o registro seja mais rápido e NÃO iremos postar nada no seu mural)

Acesse com Facebook

Quer mais coisas como essa?

Curta e não perca os melhores da internet!

×

Já sou fã, obrigado